Por dentro da Bienal: os símbolos de religiosidade de Dalton Paula

Atualizado: 8 de Ago de 2018


foto Thiéle Elissa

O artista brasiliense Dalton Paula se manifesta em diversas linguagens, como a fotografia, a performance, a pintura, os objetos e os desenhos. Para a 11.ª Bienal do Mercosul, Dalton apresenta cinco óleos sobre tela, da série Sinos e caprinos. São telas que jogam com referências a elementos e símbolos de religiosidade de matriz afro-brasileira, como Cosme e Damião, caprinos (cabras e bodes), sinos, mala, cadeiras, cortinas, copos, garrafas com infusões de chás e medicamentos caseiros.


A escritora e curadora Lilia Schwarcz, ao escrever sobre o artista, observou que “num país de maioria negra e mestiça, ainda temos uma representação absolutamente desproporcional de artistas negros [...] sobretudo, a uma arte negra, porque impactada por temas da negritude, como faz Lima Barreto para o caso da literatura, e Dalton Paula nas artes plásticas”.


Texto: Otto Herok Netto

Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul

Rua Gen. Bento Martins, 24/1201 - Centro

CEP 90010-080 | Porto Alegre - RS 

contato@bienalmercosul.art.br

+55 51 3254 7500

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon

PATROCÍNIO:

FINANCIAMENTO:

REALIZAÇÃO:

Site criado e desenhado pela EROICA conteúdo